Aprenda a calcular a prestação do carro

78295 20120604

Aprenda a calcular a prestação do carro, seja em um financiamento ou em um consórcio. Conheça as ferramentas online para o cálculo e vá para a concessionária preparado para comprar o carro já sabendo os valores.

Na hora de comprar o veículo é costume comum pesquisar o valor do carro e achar que você irá gastar apenas aquele valor informado no anúncio. O susto vêm ao chegar na conssecionária e ver que aquele valor pode quase dobrar quando optamos pelo financiamento.

Esse tipo de "susto" pode ser evitado facilmente já fazendo esse calculo de financiamento antes de sair de casa. Dessa forma você pensará duas vezes antes de sair de casa para ir na conssecionária. Aprenda a calcular a prestação do carro.

Antes, aproveite para entender tudo sobre esse assunto (financiamento de veículo: como funciona?).

  1. Prestação do carro pelo financiamento
  2. Prestação do carro pelo consórcio
  3. Como reduzir o preço da prestação do carro?

1. Prestação do carro pelo financiamento

Ao utilizar o financiamento para comprar o carro você deverá ter as seguintes informações:

  • Preço do carro
  • Taxa de juros cobrada pela concessionária ou banco que irá fazer o financiamento
  • Valor de entrada
  • Número de prestações do financiamento

Aqui no BankFacil nós temos uma ferramenta que faz a simulação do financiamento a partir desses dados. Usaremos essa ferramenta para calcular  a prestação do veículo com os seguintes dados:

  • Preço do carro = R$32 mil
  • Taxa de juros do financiamento = 1,41% por mês
  • Valor de entrada = R$8 mil
  • Número de prestações do financiamento = 60 meses

Basta colocar os números no simulador de financiamento do BankFacil e obtivemos a parcela de R$ 595,43.

Se múltiplicarmos esse valor por 60 teremos e adicionarmos os R$8 mil de entrada teremos o valor total que será pago pelo carro, ou seja R$ 43.725. O preço do carro era de R$32 mil e pagamos R$11.725 a mais ao utilizar o financiamento.

Como vemos existe uma diferença bem grande pelo preço informado (geralmente o valor à vista do carro) e o valor real que pagaremos no final do financiamento.

2. Prestação do carro pelo consórcio

Uma outra opção para comprar o carro em prestações é através do consórcio de veículos.

A vantagem do consórcio é que ele não têm taxa de juros, apenas taxas administrativas que geralmente são bem menores que as do financiamento. Através do consórcio é possivel também comprar o carro sem ter que dar entrada, enquanto muitos financiamento exigem um valor mínimo de entrada.

A desvantagem do consórcio é que você terá de esperar ser sorteado para conseguir o crédito desejado para a compra do carro. Em um consórcio de 60 meses siginifica que vcê pode levar até 5 anos para receber o crédito e comprar o carro.

Fizemos o mesmo calculo do veículo que custa R$ 32 mil, dessa vez usando o consórcio, veja como ficou:

  • Preço do carro = R$32 mil
  • Taxa de administração = 16%
  • Valor de entrada = 0
  • Número de prestações do financiamento = 60 meses

A prestação que obtivemos foi de R$ 623,89, cerca de R$30 mais caro que o financiamento, porém, vale lembrar que não estamos dando nada de entrada aqui no consórcio.

O valor total pago no consórcio ficou em R$ 37.433, ou seja R$ 5.433 a mais que o valor à vista. Uma diferença de R$ 6.292 em relação ao financiamento.

3. Como reduzir o preço da prestação do carro?

É possivel reduzir o valor da prestação nessa duas formas de parcelamento. No financiamento você pode obter uma prestação mais baixa aumentando o valor de entrada, veja como:

Ainda usando o exemplo anterior (carro que custa R$32 mil à vista), se aumentarmos a entrada de R$8 mil para R$16 mil (metade do valor total do carro) o valor da prestação cai para R$393,95. O valor total pago seria de R$ 39.601. Uma economia de um pouco mais de R$4 mil na compra do carro.

No consórcio você pode reduzir o valor da prestação dando um lance. Por exemplo: usar o valor da entrada do financiamento R$8 mil para dar um lance e  antecipar a contemplação do crédito. Isso é possivel no consórcio, e dessa forma a prestação cairia para R$ 491, uma economia de mais R$100 em relação a prestação do financiamento.

Muitas pessoas usam o consórcio para fazer a troca do carro: vão pagando as parcelas do consórcio e quando são contempladas vendem o carro antigo ou ficam com 2 veículos.

Faça os calculos e decida qual a melhor opção para fazer a compra do carro, não esqueça de calcular uma prestação que caiba no seu bolso e não comprometa seu orçamento mensal!

Compartilhe:

Artigos relacionados

  1. Deixar a dívida prescrever (caducar): vale a pena?
  2. Conta corrente: quanto custa abrir uma
  3. Entenda como funciona o cheque especial
  4. O que acontece se eu não pagar o empréstimo?