Tabela Price ou SAC no financiamento imobiliário

Photo 22348 20101103

Saiba como funciona a tabela Price e o SAC no financiamento imobiliário e escolha a melhor opção

Existem dois principais tipos de financiamento no Brasil: a tabela Price e o Sistema de Amortização Constante. Um deles irá determinar os juros a serem cobrados e é importante que o cliente entenda como funcionada cada um, de forma a escolher o melhor financiamento na hora da contratação

Entenda como funciona o financiamento de imóvel com a tabela Price e SAC:

  1. Como funciona a tabela Price no financiamento imobiliário
  2. Como funciona o SAC no financiamento imobiliário
  3. Como escolher entre tabela Price e SAC no financiamento imobiliário

1. Como funciona a tabela Price no financiamento imobiliário

A tabela Price teve origem com o estatístico francês Richard Price e é conhecida em diversos países como um sistema de parcelas constantes. Basicamente, seu diferencial é o valor fixo das parcelas ao longo de todo o financiamento.

O sistema Price funciona da seguinte forma: Nos primeiros meses do financiamento a maior parte do valor da parcela fixa é destinada ao pagamento dos juros, ou seja, o abatimento do saldo devedor é pequeno.

Neste médoto somente 25% da renda familiar podem ser comprometidos na compra do imóvel e o prazo para o financiamento também é menor: 20 anos.

2. Como funciona o SAC no financiamento imobiliário

O Sistema de Amortização Constante é bastante comum e visa diminuir um percentual fixo da dívida a partir da contratação do financiamento, de forma que na composição da parcela, o valor destinado ao pagamento da dívida é constante e o valor referente aos juros vai diminuindo progressivamente.

Neste método o risco de grandes aumentos no saldo devedor é menor, já que está ligado a taxa de atualização monetária e o abatimento é realizado desde o início. Além disso, o consumidor tem a possibilidade de planejar o futuro com mais tranquilidade e segurança, já que as parcelas são decrescentes.

3. Como escolher entre tabela Price e SAC no financiamento imobiliário

Em geral, a tabela Price costuma sair mais cara para o comprador que, nos primeiros meses, em virtude da parcela fixa, o valor a ser abatido do saldo devedor é muito pequeno: a maior parte vai para o pagamento dos juros.

Como neste sistema os juros incidem sobre o saldo devedor (que foi pouco reduzido), o valor total pago no fim do financiamento tende ser maior.

A vantagem do método é a forma que se apresenta: Muitas pessoas optam por este tipo de financiamento porque conhecendo o valor das parcelas podem prever se caberá ou não em seu orçamento. O valor fixo atrae determinados perfis de consumidores, ainda que o custo final seja maior.

O Sistema de Amortização Constante pode demonstrar-se uma boa opção para financiamento imobiliário, já que as prestações tendem a diminuir ao longo dos anos. Porém, é necessário arcar com parcelas mais altas no início da contratação.

Artigos relacionados

  1. Como comprar imóvel sem o dinheiro referente a entrada
  2. Coloque os documentos do imóvel em dia antes de vendê-lo
  3. Cuidados na hora de comprar carro financiado
  4. Financiamento de carro compromete financiamento da casa própria?